Governo irlandês lança fundo de eficiência energética para contornar a crise

Versão para impressão
Governo irlandês lança fundo de eficiência energética para contornar a crise 06-03-2013

O governo irlandês destinou 70 milhões de euros para um novo fundo de eficiência energética que visa ajudar a reduzir o consumo energético em 20 por cento, meta que o país pretende alcançar até 2020. O anúncio foi feito a 28 de fevereiro pelo ministro da Energia, Pat Rabbitte.

Segundo as projeções, este novo fundo permitirá criar até 675 empregos, diretos e indiretos, por cada 10 milhões gastos.

 

O fundo de eficiência energética destina-se aos setores público e privado e os empréstimos deverão começar a ser concedidos ainda em 2013. O governo destina 35 milhões e espera um investimento equivalente da parte do setor privado.

 

O fundo poderá emprestar mesmo 100 por cento do valor, mas tudo vai depender do projeto em causa e do risco de crédito envolvido.

 

Este novo mecanismo insere-se no segundo Plano de Ação Nacional de Eficiência Energética, que visa, entre outras coisas, fazer do setor público um exemplo de como usar a energia de forma eficiente.

 

Ao alcançar a meta de redução energética de 20 por cento até 2020, através deste plano de ação, o país deverá poupar 2,4 mil milhões de euros em custos de energia.

 

O ministro da Energia, citado pela imprensa internacional, vincou que este plano de ação “representa uma enorme oportunidade para reduzir as faturas de energia dos consumidores, empresas e setor privado”.

 

Defendeu ainda que os fornecedores de energia devem “intensificar os esforços para oferecer uma gama muito maior de serviços de energia a preços acessíveis para os seus clientes”. 


EE

Tags