Enercom

Login
Home » Notícias » Eficiência Energética » 200 mil candeeiros de rua já foram desligados
A+ R A-

200 mil candeeiros de rua já foram desligados

Enviar por E-mail Versão para impressão
200 mil candeeiros de rua já foram desligados 04-08-2013

As câmaras municipais já desligaram, total ou parcialmente, cerca de 200 mil candeeiros de rua desde outubro de 2011, ou seja, desde que o IVA da eletricidade passou de seis para 23 por cento, avança o Dinheiro Vivo.

Esta tem sido a solução mais comum e imediata de muitos dos 278 municípios do país para baixar a conta de eletricidade, que é uma das suas maiores despesas correntes.

No total, apurou o jornal digital, todas as câmaras do país pagam cerca de 150 milhões de euros por ano em eletricidade, sendo a iluminação pública a fatia mais pesada.

Só em Lisboa, por exemplo, as luzes da rua custavam, o ano passado, seis milhões de euros num total de 12 milhões. Em Cascais, chega a um milhão e em Aveiro foi de 753,5 mil euros em apenas seis meses.

Estas iniciativas, que contam com o apoio da EDP, têm vindo a ser reforçadas em todas as autarquias, principalmente desde janeiro último quando, por causa da liberalização do mercado, as tarifas especiais para iluminação pública foram extintas, fazendo disparar os preços. Em Aveiro, por exemplo, o aumento foi de 5 por cento.

Segundo apurou o Dinheiro Vivo, o objetivo da EDP é ter o consumo dos 60 mil circuitos de iluminação pública existentes nos municípios portugueses controlado por relógios astronómicos.

Neste momento, 60 por cento desses circuitos já estão equipados com estes aparelhos, que são pedidos pelas autarquias, mas pagos pela EDP.

Outro objetivo da elétrica é ter, em março de 2015, os 60 mil circuitos com sistemas de telecontagem, mas aqui já são as autarquias que pagam, na expectativa de conseguirem controlar melhor o consumo e depois reduzi-lo.


EE / Dinheiro Vivo

Login