Enercom

Login
Home » Notícias » Eficiência Energética » Elétricas europeias alertam que crise poderá provocar ‘apagões’
A+ R A-

Elétricas europeias alertam que crise poderá provocar ‘apagões’

Enviar por E-mail Versão para impressão
Elétricas europeias alertam que crise poderá provocar ‘apagões’ 14-10-2013

Os presidentes de dez das maiores empresas europeias na área da eletricidade apresentaram, sexta-feira, em Bruxelas um manifesto a exigir uma mudança drástica na política energética da União Europeia, alertando que a crise no setor poderá provocar ‘apagões’.

“A produção de energias renováveis está a ser feita à custa de outras tecnologias mais baratas”, acusam os representantes da Enel, Gas Natural /Fenosa, GDF Suez, Eon, Eni, RWE, Vatenfall, GasTerra y Cez Group.

“Estamos a aplicar uma receita que leva ao desastre. As empresas estão à beira de uma crise como a que varreu o setor bancário. Nesse caso, deixou de haver crédito; agora poderão acontecer ‘apagões’ de efeitos também devastadores para a economia europeia”, alertam.

Os representantes das empresas culpam, em parte, o diretor geral da Energia da Comissão Europeia, Philip Lowe, por uma política triplamente fracassada.

Primeiro, defendem, porque prejudica a competitividade, com uma fatura que em quatro anos subiu em média 17 por cento para as famílias e 21 por cento para a indústria.

Segundo, porque não garante a segurança do fornecimento, uma vez que obrigou a deixar em stand by centenas de instalações, com capacidade equivalente ao consumo da Bélgica, Portugal e República Checa juntas. E terceiro, porque também não ajuda na luta contra as alterações climáticas.

As dez empresas dão emprego a 630 mil pessoas e produzem 50 por cento da eletricidade consumida na Europa.


EE / Dinheiro Vivo

Login